American Staffordshire Terrier

Written by on 16 de agosto de 2013 in Guia de Raças - 3 Comments

American_Staffordshire_Terrier

TAMANHO
Macho: De 46 a 48 cm – Fêmea: De 43 a 46 cm
PESO
Macho: De 17 a 20 kg – Fêmea: De 17 a 20 kg
PERFIL
Cão forte, de andar muito ágil.
TEMPERAMENTO
Esperto e inteligente.
SINAL PARTICULAR
Sua semelhança com o Pitbull.

A coragem do American Staffordshire é lendária. É um guarda notável, que alia a força do Buldogue à agilidade do Terrier. Esse cão é também inteligente, muito próximo de seus donos e fiel. Educado com firmeza e com doçura, esse excelente companheiro de família se mostra obediente e possui facilidade de adaptação. No campo, sua vitalidade é particularmente útil, pois ele afasta do lugar animais indesejáveis, como o rato e a raposa. Para se manter equilibrado, é importante que ele gaste sua energia.

O American Staffordshire Terrier precisa de exercícios diários. Cuidado com a pelagem é mínimo. Como uma das raças popularmente consideradas como “pitbull”, a aceitação do público pode ser baixa.   Expectativa de vida: 12 a 14 anos.

O American Staffordshire Terrier é descendente do Terrier de Staffordshire, criado pelos ingleses no século XIX para os combates de cães, então na moda, e para lutar contra touros. Entre as duas grandes guerras, os americanos se apaixonaram por esse tipo de espetáculo, que era palco para grandes apostas. Criadores importaram o Staffordshire e obtiveram dele maior variedade, que assumiu o melhor lugar entre o Pitbulls.

Nível de energia: Moderado
Exercício: Moderado
Brincalhão: Moderado
Nível de afeição: Moderado
Amigável com outros cachorros: Tímido
Amigável com outros animais de estimação: Tímido
Amigável com estranhos: Amigável
Fácil de Treinar: Fácil
Cão de Guarda: Sim
Habilidade de proteção: Muito protetor
Cuidados com a aparência: Pouco
Tolerância ao frio: Média tolerância
Tolerância ao calor: Média tolerância

3 Comments on "American Staffordshire Terrier"

  1. João 14 de setembro de 2013 às 5:26 · Responder

    Bonito animal.

  2. Diego 14 de setembro de 2013 às 14:28 · Responder

    Há alguns desses aqui no Brasil? Interessei-me muito.

    • Marcel Guinther 15 de setembro de 2013 às 18:09 · Responder

      Assim, não sou criador da Raça, mas se pesquisar nos Kennel Clube do seu estado certamente encontrará.

Leave a Comment